O dia que o pneu furou!!!



O dia que o pneu furou!!!

Estava saindo de casa para um compromisso quando percebi que meu pneu havia furado. Parei para avaliar o todo e poderia cancelar meu compromisso e fazer algo diferente do esperado.

Chamei o pessoal do seguro para fazer o serviço para mim e resolvi ir ao açougue com meu filho.

Na mesma hora ele aceitou e pediu para ir de bicicleta.

Que sensação mais deliciosa...A simplicidade de ir caminhando até o açougue acompanhada do meu pequeno de bicicleta pela calçada.

Uma ação tão simples me levou aos mais nobres sentimentos de quanto tempo perdemos e desperdiçando a deliciosa leveza de um caminhar na rua com o próprio filho.

Ele disse pedalando: “Que gostoso mãe!! Posso vir sempre assim com você?!”

O sol batia suave e distante nas nossas faces e o andar era lento. Ele estacionou sua bicicletinha na calçada perto do estabelecimento e fomos juntos escolher a carne para o almoço. Era dia de quibe e além da carne moída ele resolveu querer saber que carnes eram aquelas. Depois de olhar tudo atentamente fomos embora.

Resolvi passar na frutaria para acrescentar o hortelã na receita. Não poderia faltar!! Estacionou seu veículo novamente e fomos juntos buscar a plantinha cheirosa de hortelã e mais algumas frutas que acabou salivando de vontade quando olhou tudo colorido com um perfume leve que emanava pela frutaria.

Retornamos à casa e agora o sol batia nas nossas costas. Aquecia nosso corpo como um abraço de mãe!

Meus Deus!! As lágrimas vieram aos olhos por deixar isso passar tantas outras vezes!! Aquele sentimento de “a pessoa mais feliz do mundo” invadiu meu coração e amei mais uma vez a grandiosidade de ser Mãe e de poder estar ali desfrutando daquele momento.


     Por que deixamos passar tantas coisas simples e grandiosas??

Também preciso trabalhar, como milhões de brasileiros, mas que a Força do Divino me permita desfrutar mais vezes de momentos como esse!!



Alessandra Netti