A importância de estudar junto com nossos filhos

Foto: Reprodução

A idade escolar representa os primeiros passos para nossas crianças criarem responsabilidades. Gradativamente, ao passar das séries, as matérias vão ficando mais complexas, deixando nossos pequenos preocupados, algumas vezes até desmotivados com a escola... E, se não estivermos ali acompanhando diariamente o desempenho dos nossos filhos, não vamos conseguir identificar quando acontece um problema. 

Quando a criança começa a criar desculpas para não frequentar as aulas, por exemplo, penso que também somos responsáveis por esse problema. Uma autoestima fragilizada causa danos no crescimento da criança e é em casa que devemos incentivar e mostrar sua capacidade.

Já ouvi muitos casos em que a família não acredita na competência de seu filho e isso reflete nitidamente na escola. A criança fica aflita por achar que não é capaz e, cada vez mais, tende a evitar esse sentimento, tornando as faltas frequentes. 

O apoio da família é fundamental para o desenvolvimento da criança. Não podemos deixar que nossos problemas interfiram na educação de nossos filhos. Devemos, todos os dias, estimular o aprendizado. Por mais que o tempo seja apertado nos dias de hoje, é extremamente essencial estar ao lado e estudar junto com nossos filhos, podendo acompanhar de perto quais são suas dificuldades nas tarefas e ajudando a resolvê-las. Quando a criança sente o apoio da família, ela se sente mais à vontade para lidar com seus problemas e superá-los. 

A escola não consegue fazer esse papel sozinha, é fundamental que haja uma sintonia entre os pais e o colégio. Quando há esse trabalho em conjunto e os pais são participativos, o ensino acontece de modo mais natural. Acredito bastante nessa ligação, então, penso que o distanciamento e o desinteresse da família causam um aprendizado mais complicado. 

É fato que, com o passar dos anos, o conteúdo escolar vai ficando mais difícil e a cada dia torna-se um desafio maior para nossos filhos. No começo temos a alfabetização e a grafia, depois temos alguns problemas que envolvem raciocínio e lógica e a matemática que tantos temem etc. Então, a criança tem que estar preparada para progredir junto com o conteúdo que os professores colocam, e isso não ocorre se ela estiver abalada emocionalmente. 

Após o quinto ano muitas coisas mudam e as responsabilidades aumentam. Com vários professores, não apenas um como no começo, surgem as inseguranças e, ao mesmo tempo, as crianças começam a criar autonomia e dar conta de suas responsabilidades. As responsabilidades não aumentam somente na escola, em casa também devemos estimular alguns afazeres para iniciarem o processo de “ter responsabilidade”. 

No meu ponto de vista, neste sentido, é essencial que a família estimule a leitura. Muitos pais não têm o habito de ler corriqueiramente, mas é importante incentivar os filhos. Levar às livrarias, deixar que eles escolham o livro de seu interesse, tornar isso um acontecimento prazeroso! 

Mas não é só comprar um livro que funciona, temos que dedicar um tempo, todos os dias, à leitura. Se acostumarmos nossos filhos com leitura desde pequenos, isso fará parte de sua rotina. A leitura irá ajudar das mais diversas formas na escola, na interpretação de texto, na resolução de problemas que envolvem a lógica, na expressão oral da criança, além de enriquecer o vocabulário e trazer benefícios para o resto da vida. 

Foto: Reprodução

Quando acompanhamos a evolução da criança na escola, ajudamos ela a ser mais confiante, e, assim, as fases de dificuldade e o ensinamento fluem normalmente. 

É muito importante pensarmos que cada conteúdo preparado na escola corresponde à idade do aluno, ao que ele deve aprender naquele momento, nunca há um conteúdo que não seja apropriado à sua capacidade de compreensão, por isso, devemos acompanhá-lo com a certeza de que ele pode e vai aprender aquilo!

Enfim... Todos os dias devemos estimular nossos filhos a crescer, acompanhar na escola, tentar entender quando algo incomoda, sentar, conversar, ter paciência e, acima de tudo, fazer com que eles acreditem que são capazes de aprender, de superar e de ser cada dia melhor. Nós também aprendemos muito com isso!