Dia Nacional do Cardiologista: quais os cuidados necessários com o coração?


Hoje, 14 de agosto, é comemorado o Dia Nacional do Cardiologista. Data em que julgamos importantíssimo falar sobre os cuidados com o coração, visto que a maioria das pessoas não se atenta aos hábitos básicos que contribuem na prevenção de doenças cardiovasculares.

Quando pensamos em alimentação saudável, por exemplo, logo vem à mente um “corpo em forma”. Mas, os hábitos de optar pelos alimentos “certos” e evitar determinados tipos de comida vão muito além da questão estética, estão intimamente ligados à prevenção de doenças (inclusive, as tão temidas doenças do coração).

Para falar desse assunto tão delicado – e tão importante – convidamos Inah Nogueira Junger, cardiologista que atende há 21 anos em consultório. Além de uma excelente profissional, Inah é mais um exemplo de mulher que concilia muito bem sua profissão com os cuidados com sua família (tem uma filha de 15 anos e um filho de 11 anos).




Por tudo isso, consideramos que ela teria muito a contribuir com o blog, trazendo uma visão objetiva dos cuidados que precisamos ter com a saúde do nosso coração. Confira o bate-papo:

- A partir de que idade devemos nos preocupar com a saúde do nosso coração, no sentido de evitar problemas como infarto, arritmias etc.?

Dra. Inah:
O coração merece cuidado sempre. Na infância, quem suspeita de que algo está errado é o pediatra, que depois encaminha para o cardiologista.

Hoje em dia, já se fala, inclusive, em prevenção intraútero, orientando a gestante quanto à alimentação e à prática de atividade física, pois , as placas de gordura começam a se formar nesta fase.


- Quais são as doenças cardiovasculares mais comuns atualmente? Quais são os grupos/fatores de risco?

Dra. Inah:
As doenças cardiovasculares mais frequentes são a HAS (Hipertensão Arterial Sistêmica), o infarto do miocárdio e o acidente vascular cerebral, sendo os dois últimos, a maior causa de mortalidade no mundo.

Os fatores de riscos são classificados em mutáveis e imutáveis. Os imutáveis são o sexo – com maior ocorrência no sexo masculino –, a história familiar e a idade. Os mutáveis são o sedentarismo, tabagismo, obesidade, dislipidemia, HAS, DM e o estresse emocional.


- Por que a alimentação é importante no combate a doenças do coração? O que evitar neste sentido?

Dra. Inah:
A alimentação é extremamente importante no tratamento das doenças cardiovasculares. Sabemos que uma alimentação rica em sódio (sal e alimentos industrializados, por exemplo), contribui para a HAS; assim como, uma alimentação rica em gordura (carnes gordas, frituras, embutidos, etc.) contribui para a formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos.

A diabetes é considerada uma doença de alto risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, então, o paciente diabético tem que fazer uma dieta rigorosa, além das medicações.


- Quais hábitos, além da alimentação, são importantes para garantir a boa saúde do coração?

Dra. Inah:
Outra maneira importante de prevenirmos as doenças cardiovasculares, além da alimentação, é a prática regular de atividades físicas, que devem ser feitas durante 30-40', no mínimo, 4 vezes por semana.

Com esta rápida entrevista, aproveitamos para deixar nossa homenagem a todos os cardiologistas. Agradecemos por cuidarem do nosso coraçãozinho (tão importante em nossas vidas)!